SINCOR-PR
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1309 - Bairro - Prado Velho
CEP: 80215-010 - Fone (41) 3213-9999 - Fax (41) 3213-9998
Curitiba PR

NOTÍCIAS

Palestra enfoca diversidade de canais de distribuição de seguros

Postado em: Seg, 06 de Outubro de 2014   11:43

Na última quarta-feira (1.º) e quinta (2), em Ponta Grossa e Curitiba, respectivamente, o professor da FUNENSEG Bruno Kelly ministrou palestra sobre a grande diversidade de canais de distribuição de seguros. Em Ponta Grossa a abertura foi feita pelo delegado José Bento Ferreira Ribas e em Curitiba pelo presidente José Antonio de Castro.

Segundo o palestrante, a ampliação dessas maneiras de oferecer seguro tem crescido na mesma proporção que o mercado também tem registrado uma ampliação nos últimos anos.

E, no Brasil, esse crescimento pode ser ainda maior no futuro, já que na América do Sul e Caribe o share mundial de seguros é de apenas 4%, enquanto na América do Norte e Canadá 30%, na Europa 35%, na Ásia 28% e na Oceania e África, 3%. "O mercado tem proporcionado mudanças, o que é normal, e com elas nascem também novas oportunidades", avalia.

Para Kelly, hoje os principais canais de distribuição no mundo são os Corretores, os agentes (que não estão regulamentado no Brasil), os bancos, a rede varejista e a internet. "O processo de venda de seguros pela internet não tem volta. Então é preciso entender como isso pode influenciar a nossa profissão, no futuro. Podemos classificar o mundo em antes e depois da internet, tamanha a revolução que ela tem causado".

No Brasil, segundo ele, não há estatísticas oficiais sobre venda de seguros pela rede mundial. Mas nos Estados Unidos a procura por este tipo de negócio tem crescido. Entre 2009 e 2012 o número de consultas por seguros de vida pela web cresceu 30%, previdência, 20% e saúde 30%, além de automóveis, na casa dos 60%. "Embora isso sejam apenas consultas e não negócios fechados, mostra uma tendência crescente, que não vai parar", explica.

Mas há um dado mais concreto. Em 2012, nos Estados Unidos, houve 38 milhões de cotações pela web para automóveis e uma taxa de conversão de 52%. De vida foram 10 milhões e 11% de negócios fechados. Já de property foram 1,9 milhão de cotações para uma taxa de 46% de fechamento de negócios.

Bruno Kelly destacou também na palestra que os percentuais de comissão média, de 2006 a 2013, segundo a SUSEP, registrou variações.

Na área dos automóveis/RCF, a comissão média ficou em 17,9%. "Se você, nos seus negócios, cobra percentual parecido, está na média do que é negociado". Na área de transporte a média foi de 15,5%; vida, 25,2%; compreensivos, 26,5%; RC, 10%; fiança locatícia 25,8% e o crédito, 10,2%.

O palestrante mostrou ainda quais são os desafios dos Corretores de Seguros, na ótica das seguradoras: 1) ampliar a base de clientes, 2) ampliar a venda cruzada e 3) contratar pessoal qualificado. E, segundo ele, os clientes buscam uma corretora de seguros que ofereça múltiplas ações, inspire confiança, tenha uma boa estratégia de comunicação, ofereça produtos de conveniência e benefícios competitivos.

Para o Corretor de Seguros Carlos Alberto L. Campos a palestra foi importante porque mostrou vários cenários. "Essas tendências apresentadas nos dão uma visão maior da profissão e facilita nosso dia a dia", destaca. Segundo Carlos já é possível mudar algumas rotinas na corretora com o que ouviu na palestra. "Aprendi que sempre dá para fazer diferente e melhorar", assinala.

As palestras foram uma realização do SINCOR-PR, do SINDSEG-PR/MS e da FUNENSEG. Confira aqui as fotos de Ponta Grossa e Curitiba.



Picasa Facebook Twitter Youtube